Refúgios a conhecer!

Unidades da Barrosinha reabrem a 5 de junho

As Casas da Barrosinha e o Hotel da Barrosinha, em Alcácer do Sal, reabrem já na próxima sexta-feira, 5 de junho, com o selo “Clean & Safe”, emitido pelo Turismo de Portugal.

Equipamentos & Outros Recursos

O que está a acontecer!

Tudo sobre Produtos!

Pescanova lança Muslitos do Mar com sabor a caranguejo

Os novos Muslitos do Mar sem Glúten da Pescanova chegam ao mercado com sabor a caranguejo....

Ler mais: Pescanova...

Já é possível compor um “Cabaz à Medida” na loja online da Vitacress

São 30 os produtos disponibilizados pela loja digital da Vitacress para que cada consumidor possa...

Ler mais: Já é possível...

Colinas do Douro lança loja online

Já é possível encomendar os vinhos de Colinas do Douro através da internet. Na loja online,...

Ler mais: Colinas do...

Companhia Portugueza de Chocolate inaugurada em leiria

Daniel Gomes, o criador do Bombom Mais Caro do Mundo, proprietário da Companhia Portugueza do...

Ler mais: Companhia...

Pizzas Mano a Mano

Mano a Mano, a pizzaria localizada na Rua do Alecrim em Lisboa, está a apresentar uma nova carta. Mais pizzas e pratos frescos é o que podemos encontrar nas novas propostas, que trazem ainda um duelo entre as napolitanas e as romanas.

Tudo começa nos fornos a lenha Valoriani (marca italiana de culto na produção de fornos), visíveis assim que se entra, cada um para a sua especialidade: as napolitanas cozem a 500ºC, enquanto as romanas vão ao forno a 300ºC.  

Nápoles é conhecida por ter as melhores receitas de pizza do mundo, mas muitos argumentam que o título pertence a Roma. E assim o debate continua.

De acordo com a Associazione Verace Pizza Napoletana (AVPN), a verdadeira napolitana admite apenas duas variantes DOP: a Margherita e a Marinara, que ganham destaque na carta.

Chef Laura Shneider e  pizzaiolo Sidney - Creditos - Filipe Vera Cruz

Quanto à massa, leva apenas água, farinha 00 e fermento natural – conhecido como massa-mãe, com fermentação lenta para garantir o sabor característico, maciez e elasticidade. Além disso, enquanto o centro da massa é fino, o corniccione (borda) é alto.

 Já a pizza romana, que os italianos apelidam de scrocchiarella, dada a característica estaladiça da sua massa, é menos hidratada e preparada com um pouco de azeite. Daí ser mais fina e crocante, com as bordas um pouco chamuscadas, característica da sua imagem de marca.

A nova carta

Refeição italiana que se preze inicia-se com os Antipasti, dos quais pode escolher entre a Burrata, o Carpaccio e as várias Bruschettas.

De seguida, pode optar pelas Insalate, seis saladas como, por exemplo, a Caprese. Chegamos agora ao duelo de Pizze: 28 delas em ambas as massas, e duas napolitanas DOP.

Porque há uma pizza para cada pessoa, a Don Corleoni, com queijo aziago e presunto de Parma, é sempre um bom começo para um repasto. Pode ser pedida como entrada, para partilha e acompanhar com um copo de Prosseco.

Tagliatelle alla bolognese Mano a Mano -  Creditos Filipe Vera Cruz

Já a Diavolissima, picante e feita com spianta e ´nduja. Ao longo da carta encontra uma pizza de trufa, a Tartufo, outra vegetariana e, para os mais clássicos, a Rustica, com cogumelos e prosciutto cotto... Uma escolha mais completa, com 30 sugestões, entre pizzas e calzones.

E claro que também há espaço para a vera comida italiana, com Paste e Risotti, como os Cappelli ai Funghi, o Linguine al Nero, e até mesmo o Risotto Falso, feito com Sorgenti del fiume verde.   

Por fim, no Pesce e Carni, destaque para o Filetto di pesce - lombos de carapau com crosta de pecorino -, o clássico Saltimbocca alla Romana, o Pollo Arrosto com ervas aromáticas e limão, e ainda outra novidade, o Panuozzo, com hambúrguer de novilho em massa de pizza napolitana.

Nos Dolci, as tradicionais sobremesas Panna Cotta, Tiramisù e Meringata fazem as delícias dos mais gulosos.