Login

Tons de Duorum: um tinto e um branco para as novas estações

Tons Duorum 2016

O tinto chega com uma colheita de 2016 e o branco é de 2017. João Portugal Ramos acaba de entregar, ao mercado, duas novas referências do Tons de Duorum.


Proveniente do Douro, como o nome indica, o Tons de Duorum teve uma vindima manual, sendo que as uvas, das castas Touriga Franca, Touriga Nacional e Tinta Roriz, foram desengaçadas, esmagadas e maceradas a frio. As uvas são pisadas em lagares de inox, com robot de pisa, durante três dias, ao fim dos quais são transferidas para cubas de fermentação de aço inox.  Parte do lote é submetido a estágio em barricas de carvalho francês durante seis meses. O resultado é um vinho suave, com um aroma intenso, onde predominam notas de frutos vermelhos.

Tons de Duorum branco 2017



O branco, das castas Viosinho, Ribagato, Verdelho, Arinto e Moscatel Galego Branco, também chega da Quinta de Castelo Melhor. Aqui, depois da vindima manual, as uvas são desengaçadas e esmagadas, para ser submetidas a uma maceração a frio durante 12 horas. A fermentação alcoólica ocorre a uma temperatura controlada entre os 14 e os 16ºC. Com cor e notas de citrinos, é um vinho fresco, como pede a estação, que acompanha bem as saladas e os pratos de peixe. Este branco da João Portugal Ramos já foi também distinguido numa lista de “100 Top Values” da revista da especialidade “Wine Spectator”, sendo considerado um dos melhores do mundo na fasquia de valor abaixo dos 20 dólares.

Ambos os vinhos têm um PVP recomendado de 4,49€.