Login

Michelin: há 3 novas estrelas e uma segunda para o Alma

Guia Michelin 2019

A Gala do Guia Michelin decorreu ontem, no Pavilhão Carlos Lopes em Lisboa, e trouxe várias novidades. Há três novos restaurantes a receber uma estrela: o Midori, em Sintra, com o chef Pedro Almeida; a G Pousada em Bragança, com o chef Óscar Gonçalves, e A Cozinha, em Guimarães, com o chef António Loureiro. O Alma, de Henrique Sá Pessoa, recebeu a segunda estrela.


Há dois novos restaurantes portugueses a entrar na categoria Bib Gourmand, que valoriza a relação qualidade-preço, e outros a ser distinguido pela cozinha de qualidade na lista Prato Michelin: a Tasca do Zé Tuga, em Bragança, e o Avenida, em Lagos.

Nas palavras de Henrique Sá Pessoa: “Ainda não caímos em nós! Estamos muito felizes por este gigante reconhecimento para o nosso Alma, foi um ano de muito trabalho para esta fantástica equipa e agradecemos ao Guia Michelin a confiança no nosso trabalho! Vamos continuar o nosso caminho e a fazer aquilo de que mais gostamos!”.


O Hotel Restaurante Fortaleza do Guincho Relais & Châteaux, que viu revalidada a sua estrela, manifestou a sua alegria pelo Chef Gil Fernandes, que receber as rédeas da cozinha da mão de Miguel Rocha Vieira, chef Executivo da casa desde 2015. Enquanto Rocha Vieira encerra mais um ciclo, Gil Fernandes cumpre o sonho da sua vida, ao assumir agora o cargo de Chef Executivo de um dos restaurantes mais respeitados do país.

Gil Fernandes

Apesar dos seus 28 anos, Gil Fernandes não é um ’novato’ na alta cozinha. Formou-se na Escola de Hotelaria e Turismo do Estoril, onde entrou com 14 anos e de onde saiu para trabalhar com Jonnie Boer, no De Librije (3*** Michelin). Passou pelo Vila Joya (2**Michelin) e pelo Ocean (2**Michelin).  Depois de três anos como sous-chef no Guincho, agora assume a liderança do restaurante para “dar continuidade ao trabalho desenvolvido até aqui, com uma evolução natural e tranquila. A filosofia gastronómica da cozinha continua a unir tradição, sabor, qualidade e sazonalidade”, assegura o cozinheiro.

Alexandre Silva © Paulo Barata

Para Alexandre Silva, do LOCO, esta é uma caminhada feita em equipa, onde a dedicação compensa: "O LOCO nasceu de um sonho de antigamente, daqueles sonhos que todos os jovens cozinheiros têm. Mas para os sonhos se tornarem realidade temos de lhes ser muito fiéis”.

 

Duas estrelas

  • Alma (Lisboa, chef Henrique Sá Pessoa)
  • Belcanto (Lisboa, chef José Avillez)
  • Il Gallo d’Oro (Funchal, chef Benoît Sinthon)
  • Ocean (Alporchinhos, chef Hans Neuner)
  • The Yeatman (Vila Nova de Gaia, chef Ricardo Costa)
  • Vila Joya (Albufeira, chef Dieter Koschina)

Uma estrela

  • A Cozinha (Guimarães, chef António Loureiro)
  • Antiqvvm (Porto, chef Vítor Matos)
  • Bon Bon (Carvoeiro, chef Louis Anjos)
  • Casa de Chá da Boa Nova (Leça da Palmeira, chef Rui Paula)
  • Eleven (Lisboa, chef Joachim Koerper)
  • Feitoria (Lisboa, chef João Rodrigues)
  • Fortaleza do Guincho (Cascais)
  • G Pousada (Bragança, chef Óscar Gonçalves)
  • Gusto (Almancil, chef Heinz Beck)
  • Henrique Leis (Almancil, chef Henrique Leis)
  • L’AND (Montemor-o-Novo, chef Miguel Laffan)
  • LAB by Sergi Arola (Sintra, chefs Sergi Arola)
  • Largo do Paço (Amarante, chef Tiago Bonito)
  • Loco (Lisboa, chef Alexandre Silva)
  • Midori (Sintra, chef Pedro Almeida)
  • Pedro Lemos (Porto, chef Pedro Lemos)
  • São Gabriel (Almancil, chef Leonel Pereira)
  • Vista (Portimão, chef João Oliveira)
  • William (Funchal, chefs Luís Pestana e Joachim Koerper)
  • Willie’s (Vilamoura, chef Willie Wurger)