Login

Largo do Paço inspira-se nas flores para a nova carta

Ouriço do mar e pontilhaAs flores-de-lis e de lótus estão na base da nova ementa do Largo do Paço, o restaurante com uma estrela Michelin da Casa da Calçada Relais & Châteaux, em Amarante. Da responsabilidade do Chef André Silva e da sua equipa, a nova carta é servida entre as 12h30 às 15h00 e ao jantar das 19h30 às 22h30.

Produtos frescos e locais continuam a ser a regra da nova carta com apontamentos criativos provenientes de outras latitudes, como o Kumquat, um fruto cítrico oriundo da China. Os novos menus do Largo do Paço mantêm ainda a tradição de recuperar ingredientes quase esquecidos, mas muito saborosos e altamente nutritivos como a salicórnia, abundante na Figueira da Foz, ou o salsifis, conhecido como “barbas de chibo” e um dos ingredientes preferidos pelo Rei Sol, Luis XIV de França.

No menu Flor de Lis, destaque para o “foie-gras e maracujá”, o nacional “bacalhau e suas ovas”, “o polvo e salsifi” ou a “vitela maturada e mexilhões”. A fechar, há duas sobremesas: “Kumquat e cerejas do Fundão” e os “papos de anjo e queijo da serra”.

A abrir o menu Flor de Lótus estão “lagostins da nossa costa e atum”, “salmão e carabineiro”, “bacalhau meia cura e amêijoas” e “peixe-galo e rebentos de soja”. Peixe e carne juntam-se num prato de “lavagante e galinha”. Antes das sobremesas há “borrego e alcachofras”.  Uma “seleção de queijos nacionais e internacionais” e “morango e líchias” adoçam o final da refeição que termina com pastel de nata, café e aguardente velha.

Para os vegetarianos, o Largo do Paço oferece três opções: “risoto de espargos e rúcula com queijo parmesão”, “lasanha de legumes com molho de tomate e orégãos” e “legumes da época com puré de milho e terra de trufa”. Todos os pratos estão disponíveis a la carte.

O Menu Flor de Lis tem o valor de 95€ por pessoa e o Menu Flor de Lótus atinge os 140€.


André Silva estudou cozinha na Escola Profissional Infante D. Henrique. Distinguido com o Troféu Nobre Jovem em 2007, vence em 2010 a Revolta do Bacalhau. Foi convidado há cinco anos para assumir funções como Subchefe do Largo do Paço. Antes de ingressar na equipa deste exclusivo restaurante de Amarante, André Silva passou por vários restaurantes e hotéis, como o Hotel Eurosol Estarreja ou o Hotel Meridian no Porto. O seu talento e dedicação à alta gastronomia foram reconhecidos em 2013 com o prémio de Melhor Chefe Cozinheiro do Ano. Já no final de 2014, decorrente do título conquistado, André Silva teve oportunidade de trabalhar com um dos melhores chefes do mundo, Alex Atala, no D.O.M (Brasil).